Labels

sexta-feira, 8 de março de 2013

Em Quijingue, prefeito Almirinho dar exemplo e reduz seu salário, do vice e secretários

Quijingue: Prefeito reduz seu salário, do vice e secretários; Edis não seguem exemplo
 Prefeito doou R$ 5 mil do salário em cestas básicas para população

Desde que assumiu a prefeitura de Quijingue em janeiro, o prefeito Almiro Costa Abreu Filho (PT), Almirinho, não se conformava ao ver que o valor do seu salário era R$20 mil reais, com isso, por essa razão, ele encaminhou o Projeto de Lei n° 03/2013, para que fosse diminuído os subsídios seu, do vice-prefeito e dos  secretários municipais, alterando a Lei n° 011 de 04 de setembro de 201

Na sessão realizada esta semana, a Câmara de Vereadores colocou o projeto em votação e por unanimidade, o mesmo foi aprovado. 

Com a aprovação, o vencimento do alcaide caiu de R$ 20 mil para R$ 15 mil, o do vice de R$ 15 mil para R$ 7,5 mil e dos chefes das pastas de R$ 5 mil para R$ 4 mil.

O último aumento dos subsídios foi aprovado pela maioria dos vereadores, em setembro de 2012, ligados ao ex-prefeito Joaquim Manoel dos Santos (PSD). 

"O importante é que a maioria dos vereadores compreendeu a intenção do meu ato e votou favorável ao município. Espero que isso possa servir de exemplo para os que quiseram lesar a população com o aumento e de incentivo para outros gestores", comentou o prefeito Almirinho.

Nos meses de janeiro e fevereiro, ele se recusou a receber o subsídio de R$20 mil reais e fez a doação de cestas básicas para as famílias carentes de Quijingue com os R$ 5 mil que não quis receber.

Apesar de a preposição receber 11 votos faoráveis, os vereadores do município nem tocaram no assunto sobre a possível redução também dos seus vencimentos. Os vereadores continuam a receber R$ 6 mil mensais para desenvolver suas atividades.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!