Labels

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Senado aprova por 59 a 6 indicação de Barroso para ministro do STF

O advogado e professor, Luís Roberto Barroso, em audiência pública no STF (Foto: SCO/STF)
  O advogado e professor Luís Roberto Barroso (Foto: STF)

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (5), com 59 votos a favor e 6 contrários, a indicação do advogado constitucionalista Luís Roberto Barroso para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele assumirá o posto depois da cerimônia de posse, a ser marcada pelo tribunal – possivelmente para o dia 27 ou dia 28.

 Barroso tem 55 anos e foi indicado pela presidente Dilma Rousseff para ocupar vaga de ministro do Supremo no fim de maio. A 11ª cadeira do tribunal está vaga desde novembro do ano passado, quando o ministro Carlos Ayres Britto se aposentou compulsoriamente ao completar 70 anos.

 A aprovação em plenário ocorreu pouco mais de uma hora depois de a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovar o nome de Barroso com 26 votos favoráveis e um contrário. A CCJ votou após realizar sabatina com o futuro ministro por aproximadamente oito horas. Logo em seguida, aprovou requerimento para que a indicação fosse levada com urgência para o plenário.

Baroso

“Só de saber que tem 8 mil processos me esperando, acho que vai ser um trabalho grande. Mas eu também não estou indo obrigado. Estou indo porque quis, porque aceitei o convite. Estou indo feliz”, afirmou.

Barroso também disse ter se sentido muito bem acolhido pelos senadores e que acredita que sabatina acabou por fortalecer as relações entre os poderes.

“Foi um debate muito rico, de pessoas comprometidas com o Brasil. Tive muito prazer e muita honra de participar da sabatina. Acho que o fato de ela ter sido longa valoriza as relações do poder Legislativo com o Judiciário”, afirmou. Fonte: G1

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!