Labels

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Dr. João Paulo participa de Audiência Pública em Banzaê

O promotor de justiça da Comarca, Dr. João Paulo dos Santos, esteve na manhã desta quarta-feira no Salão Paroquial em Banzaê participando de uma Audiência Pública que tratou sobre a criação do CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança Pública) e do Sistema de Monitoramento Eletrônico com Câmeras a ser implantado na Sede do município.
 
Sobre a criação do CONSEG, Dr. João Paulo disse que o Ministério Público dará total apoio na implantação do mesmo, disse que o ideal é ter membro de todos os segmentos da sociedade civil organizada, aproveitou para fazer elogios ao gerente do Banco do Brasil, Ulisses Lisboa, por ter tomado frente na iniciativa e deu o prazo de 30 dias para o mesmo esta pronto.
 
Banzaê Monitorada
 
Uma das primeiras ações do CONSEG, será a implantação do Monitoramento Eletrônico com Câmeras na Sede do município, segundo Dr. João Paulo, o monitoramento é o conjunto de câmeras de alta tecnologia que capta e processa imagens e dados com todo gerenciamento da Polícia Militar.
 
Segundo ele, a implantação do Sistema será através de uma parceria entre o Ministério Público, a Polícia Civil e Militar, a COELBA (Energia Brasil), o Banco do Brasil, a ACIB (Associação Comercial e Industrial de Banzaê), a Câmara de Vereadores, a Prefeitura Municipal, a EMBASA, os movimentos sociais organizados e da Comunidade Local.
 
Dr. João Paulo disse que o ideal é instalar as Câmeras em locais específicos e estratégicos como as entradas da cidade, que é preciso com urgência somar forças e lutar para que o Governo do Estado disponibilize um novo Delegado, um novo Escrivão e um grande contingente de polícia para trabalhar no município, pois trabalhar somente um por dia é um risco para o mesmo, e colocar placas de sinalização e equipamentos para que toda população tenha conhecimento do sistema.
 
No uso da palavra, a Assessora Jurídica do município, Drª. Thaís Oliveira, disse que a Prefeitura Municipal se compromete em disponibilizar a compra de uma câmera e a colocação das placas de sinalização, e a respeito da Guarda Municipal, a Prefeitura se compromete em colocar os membros para fazer uma capacitação e comprar um novo uniforme adequado para o serviço.
 
Representando a ACIB, o comerciante João José, disse que o comércio local irá disponibilizar 15 mil reais ou mais para implantação do sistema.
 
No final da audiência, Dr. João Paulo agradeceu a presença de todos e disse que ficou muito feliz pelo que ouviu e deu um prazo até Dezembro deste ano para que o Sistema de Monitoramento esteja implantado.
 
Participaram da audiência, os vereadores Dedé (Presidente da Câmara), Vanderlei e Irará, representantes da ONG Novo Rumo, da ACIB e da Comissão de Direitos Humanos, o pároco do município, Padre Mário Gonella, o representante da FUNAI, Geraldo Reis, o gerente do Banco do Brasil, Ulisses Lisboa, e as representantes da Prefeitura Municipal, Fabiana Gama (Secretária de Ação Social), Jaciângela Oliveira e Drª. Thaís Oliveira (Assessoras) e populares.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!