Labels

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Em Pombal, Conta 2011 de Zé Grilo são reprovadas

Em uma longa sessão na quinta-feira, 11 de julho, os vereadores de oposição conseguiram manter o Parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM)  referente às contas da administração de 2011, deixando o ex-gestor Zé Grilo com mais uma de suas contas rejeitadas. Assim, mesmo os situacionistas vencendo numericamente a votação por 8 x 5, ainda faltou um voto para livrar o ex-prefeito de mais um vexame.

A rejeição veio após longos e acalorados debates entre os “nobres colegas”, principalmente os líderes Marcelo Brito, situação, e Dr. Jairo, oposição, que se revezaram sob discursos com dados, números e habilidosos argumentos para mostrar à galeria, lotada e pronta para aplausos e vaias, que seu ponto de vista seria o mais correto. Venceu o opositor que por último leu trecho do Parecer onde o ex-prefeito é acusado de receber cerca de 400 mil reais de royalties e CID (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico) sem informar como teria gasto o dinheiro.

A sessão, exemplar do ponto de vista do debate democrático, foi também tumultuada, teve discussão sobre o regimento interno, desentendimento entre membros da situação, relatório de Comissão com erros, ataques pessoais e até um blackout repentino que interrompeu a reunião por alguns minutos, porém, nada que esfriasse os ânimos entre os edis ou ajudasse o presidente da Casa a conter as manifestações do público que a todo momento se exaltava e interrompia os oradores.

Ao fim os vereadores foram à votação, onde os oposicionistas receberam aplausos e os governistas depositaram seu sufrágio na urna sob forte criticas e vais, e o resultado foi mais um título de ficha suja para o ex-prefeito José Lourenço Morais da Silva Junior (Zé Grilo) que assim infelizmente reforça o histórico de condenações dos últimos prefeito pombalenses. Por  Jeandro da Redação do Folha Pombalense

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!