Labels

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Histórico! Galo bate Olimpia nos pênaltis e é campeão da Libertadores

 Capitão Réver ergue a taça de Campeão (Foto: Band Sports)

Até esta Libertadores, o Atlético/MG tinha fama de só ter conquistado um título importante em seus 105 anos de história, título esse conquistado a 42 anos atrás (Brasileirão de 1971), e seu comandante, o técnico Cuca, tinha fama de azarado e que só conquistava títulos estaduais, sendo sempre um fracassado quando os times que treinou não conquistou títulos de nível, mais veio 2013 e com craques como Ronaldinho Gaúcho (4 gols na competição), Jô (Artilheiro da competição com 7 gols), Diego Tardelli (6 gols na competição) e Bernard (4 gols na competição) comandando o ataque, o Galo Mineiro, atual vice-campeão Brasileiro, emfim soltou o grito de é Campeão e conquistou o título mais importante de sua história.

 Artilheiro da competição, Jô fez o primeiro gol da partida (Foto: Esporte Interativo)

O Atlético que entrou em campo perdendo de 2x0, resultado da primeira partida em Assunção no Paraguai na última quarta-feira (17), jogou no sofrimento, e com muita raça venceu pelo mesmo placar da derrota com gols de Jô e do zagueiro Leonardo Silva no primeiro minuto e nos 41 minutos do 2º Tempo na noite de ontem.

Leonardo Silva Atlético-MG festa título Libertadores (Foto: Reuters) 
Leonardo Silva que fez o gol que levou a decisão para a prorrogação e os pênaltis, ergue o troféu de campeão (Foto: Reuters)

Com a vitória por 2x0 no tempo normal, a decisão foi para prorrogação e depois de 30 minutos de disputa, o goleiro Victor que tinha brilhado nas quartas de final e na seminal defendendo pênaltis decisivos, voltou a brilhar mais uma vez ao defender mais um pênalti e o Atlético venceu por 4x3 com gols de Alecsandro, Guilherme, Jô e Leonardo Silva mais uma vez quando a disputa terminou na madrugada desta quinta-feira.
 
O 'Eu acredito' se espalhou pelas ruas de Belo Horizonte antes da partida. Durante a decisão, a tensão não tirou a confiança da Massa atleticana, que depois saiu às ruas para comemorar (Foto: Editoria de Arte)

Por falar em Alecsandro e Guilherme, outros jogadores que sempre entravam no segundo tempo dos jogos foram importantes durante a competição, jogadores como Rosinei que entrou mais uma vez ontem e brilhou e Luan que fez aquele gol decisivo na partida de ida das quartas de final no México contra o Tijuana.

Victor festa Atlético-MG Libertadores (Foto: AFP) 
Após mais um pênalti defendido, Victor festeja o título de melhor goleiro da competição também (Foto: AFP)

Foram fundamentais também na conquista atleticana, o zagueiro Réver, capitão que levantou a taça de campeão, os meias Gilberto Silva e Josué, e os laterais que ficaram de fora da decisão por estarem suspensos, Marcos Rocha e Richarlyson.
 
Cuca comemoração Atlético-MG festa (Foto: AFP)
O momento do alívio: Cuca, com sua camisa de Nossa Senhora, diz que não tem mais azar e festeja a conquista (Foto: AFP)

Melhor campanha na primeira fase da competição com 5 vitórias e uma derrota, o Galo venceu 4 jogos, empatou dois e perdeu dois na fase final, marcou 29 gols e sofreu 9 gols, e com saldo positivo de 11 gols, entrou para história por ser o 10º clube brasileiro a conquistar o título mais importante do continente e garantiu sua vaga no Mundial de Clubes que vai acontecer em Dezembro no Marrocos, essa foi a 17ª conquista brasileira no torneio, sendo a quarta consecutiva, algo inédito para o Brasil.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!