Labels

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Paulo Souto silencia sobre gesto de Geddel

O ex-governador Paulo Souto (DEM) continua sem comentar o processo eleitoral de 2014 na Bahia, ao contrário de outros integrantes da oposição a Jaques Wagner, como Geddel Vieira Lima (PMDB), João Gualberto (PSDB) e José Carlos Aleluia (DEM), que participam mais abertamente do debate sobre o pleito do próximo ano. Enquanto os três últimos decidiram assumir publicamente suas pré-candidaturas ao governo baiano, o antigo chefe do Executivo estadual adotou uma postura completamente contrária, praticamente um voto de silêncio. Em entrevista nesta quinta-feira, Souto não respondeu sobre a oferta de Geddel, que deu preferência ao democrata para ser o “candidato das oposições”. O peemedebista disse que abdica de sua candidatura, caso o ex-governador manifeste desejo de disputar o cargo. “Não vou falar sobre isso”, resumiu. 
 
Ao ser questionado se concordava com a nota emitida esta semana pela direção estadual do Democratas, na qual a legenda definia como “prioridade” lançar uma candidatura própria ao governo em 2014, Souto respondeu: “O partido botou a posição dele. É essa. Vou discutir a nota do partido?”
 
Apesar de dizer que está “por fora” do debate, Souto tem se posicionado sobre política constantemente em sua fan page no Facebook, com críticas ao governo estadual em diversos aspectos, e já ganhou até uma página chamada Aceita Paulo Souto. Fonte: Bahia Notícias

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!