Labels

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Lajedinho: Mortos chegam a 16; ‘O maior desastre natural na história da Bahia’, avalia Cordec

Lajedinho: Mortos chegam a 16; ‘O maior desastre natural na história da Bahia’, avalia Cordec 
Fotos: Haroldo Abrantes/GOVBA
 
O temporal que destruiu a cidade de Lajeadinho, na Chapada Diamantina, já é tratado como “o maior desastre natural na história da Bahia”, proporcional ao número de habitantes, segundo a Coordenaria Estadual de Defesa Civil (Cordec). Na tarde desta segunda-feira (9), o número de mortos chegou a 16, entre eles, oito pessoas da mesma família. “Falta uma pessoa, segundo os vizinhos. Estamos trabalhando com 28 bombeiros, mais voluntários e os proprietários das fazendas, já que alguns corpos foram encontrados até 30 ou 40 quilômetros da sede, já na cidade de Ruy Barbosa. Eles foram arrastados pela água”, contou o coordenador adjunto da Cordec, Paulo Sérgio Menezes, em entrevista ao Bahia Notícias. Entre os mortos estão duas crianças, uma de quatro e outra de dois anos. A segunda morreu junto com o pai. “Ele estava com o pai em cima do telhado, fugindo da chuva, quando tudo desabou”, lamentou o coordenador. Por causa da tragédia, a prefeitura de Lajedinho decretou estado de calamidade pública, já reconhecido pela Defesa Civil Nacional, o que pode facilitar e agilizar a chegada de verbas emergenciais e ações prioritárias. 
 
 
Técnicos da Cordec realizam um levantamento do prejuízo total, mas ainda não há um número parcial dos estragos. A chuva deixou 202 casas destruídas, 41 danificadas, 90% do comercio totalmente destruído e 840 famílias desabrigadas, além de 205 desalojadas, que aguardam a liberação de imóveis – que tiveram a estrutura preservada – para retornar. “Casas ainda estão desabando. Esse é o maior desastre natural já ocorrido na Bahia, proporcional ao numero de habitantes. É como se em Salvador tivesse mais de 1,5 mil mortos. A Bahia nunca assistiu nada como isso. Na sede [da cidade de Lajedinho] moram duas mil pessoas e mil estão fora de casa”, contou Paulo Sérgio. O ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, está na cidade, acompanhado pelo secretário nacional da Defesa Civil, general Cristiano, do governador Jaques Wagner e secretários do Executivo baiano. A prefeitura de Lajedinho vai contar com o “Benefício Eventual Emergencial” de R$ 100 mil, para atender às necessidades básicas das famílias afetadas, como a compra de colchões, fraldas, água mineral, cestas básicas, pagamento de aluguéis sociais, cobertor, entre outras. O recurso será repassado via Fundo Estadual de Assistência Social ao Fundo Municipal de Assistência Social. Além disso, o governo já repassou R$ 127,9 mil dos recursos do cofinanciamento da assistência social para o município. A Defesa Civil colocou à disposição 1,6 mil m² de lona, 140 cobertores e 6 mil copos de água mineral. Fonte: Bahia Notícias

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!