Labels

quinta-feira, 1 de maio de 2014

20 anos sem SENNA do Brasil

 O alto do pódio foi uma grande marca do eterno campeão (Foto: Google Imagens)

A exatos 20 anos atrás, o mundo esportivo e automobilístico chorava a morte de um grande ídolo, uma pessoa carismática e que sempre lutou pelo bem comum de todos pelo mundo, Ayrton Senna do Brasil faleceu após forte batida na curva Curva Tamburello d Autódromo Enzo e Dino Ferrari, em Ímola, na Itália quando disputava o GP de San Marino daquele ano.

 Última chegada vitoriosa no Brasil, GP de 1993 (Foto: Google Imagens)

Naquela ocasião, ficou marcada para sempre aqui no Brasil a frase dita pelo jornalista Roberto Cabrini (hoje na Record) ao Plantão da Globo, "Morreu Ayrton Senna da Silva... Uma notícia que a gente nunca gostaria de dar", Cabrini se encontrava no Hospital Maggiore de Bolonha, local onde foi levado Senna, e ele foi o primeiro a noticiar a notícia trágica para o país.

Criança coloca uma flor em homenagem a Ayrton Senna, na curva Tamburello, em Ímola (Foto: Felipe Siqueira) 
Fãs visitam na curva Tamburello, local do acidente em Ímola (Foto: Felipe Siqueira)

visita túmulo ayrton senna cemitério morumbi são paulo (Foto: Agência Reuters) 
Mantendo o costume dos últimos 20 anos, ãs enfeitam túmulo de Senna no Cemitério do Morumbi, em São Paulo (Foto: Agência Reuters)


Ficou marcado também para sempre na memória de todos e seus fãs, a imagem de Ayrton apoiado na sua Williams, flagrado pelas tevês, com o olhar distante e perdido, pouco antes do início do GP.

Uma carreira de glórias

Milhares de pessoas invadem o circuito de Ímola para as homenagens a Ayrton Senna (Foto: Felipe Siqueira) 
Fãs  invadem o circuito de Ímola para as homenagens a Ayrton Senna no dia de hoje(Foto: Felipe Siqueira)

Em 10 anos de Fórmula 1, Senna disputou 162 corridas, venceu 41, chegou ao pódio 80 vezes, foi pole position 65 vezes, foram 19 voltas mais rápidas em corridas, somou 610 pontos e foi Tri Campeão Mundial da categoria, 1988, 1990 e 1991, ambas conquistas na equipe Maclaren, ainda na Maclaren, Senna foi vice-campeão em 1989 e 1993, e quarto colocado em 1992, a primeira corrida da carreira foi o GP do Brasil em 25 de Março e na ocasião ele não completou a corrida.

Na primeira temporada da carreira em 1984, Senna mostrou que seria um piloto de talento e que iria fazer história, pois  na fraca equipe britânica Toleman, ele chegou a terminar uma corrida na segunda colocação e duas na terceira colocação.

Veio 1985 e Senna agora na Lotus, conquistou a primeira vitória de sua carreira, o GP de Portugal em 21 de Abril daquele ano, ainda nesta temporada, Senna conquistou mais uma vitória e terminou a competição de pilotos na quarta colocação. Ainda na Lotus em 1986, Senna conquistou mais duas vitórias na carreira e terminou novamente competição de pilotos na quarta colocação.Chegou a temporada de 1987 e lá estava Senna disputando a última temporada de sua história na Lotus, na temporada ele conquistou duas vitória novamente e terminou a competição de pilotos na terceira colocação desta vez.

Após três anos de Lotus, onde mostrou ser um piloto de futuro, Senna foi para Maclaren, e logo na primeira temporada em 1998, o ídolo nacional conquistou 9 vitórias, sendo uma delas a primeira em Interlagos, e o fim da temporada, ele foi coroado como novo campeão da categoria. Ainda na Maclaren em 1989, Senna conquistou seis vitórias e terminou a temporada na segunda colocação. Se o Bi Campeonato foi escapado em 89, 1990 foi celebrado por sua conquista após seis vitórias ainda na Maclaren, E com sete vitórias em 1991, incluindo a segunda da história no Brasil, Senna conquistou o Tri. Em 1992 quando terminou a temporada na quarta colocação, ele conquistou três vitórias e 1993 quando terminou sendo vice-campeão de novo, Senna conquistou cinco vitória, incluindo mais um e a última no Brasil, e sendo a última vitória da carreira em 07 de Novembro, o GP da Austrália.

Após anos de glória na britânica Maclaren, Senna mudou de casa e foi pra também britânica Williams, considerada uma das melhores equipes da época, a passagem na Williams foi marcada por três corridas apenas, duas desistências nos dois primeiros GP's, os Grandes Prêmios do Brasil e do Japão, e a trágica morte em San Marino. É bom lembrar que a Williams foi campeã do Mundial de Construtores em 1992, 1993 e 1994 (Um Tri histórico), 1996 e 1997 (Bi), em 1995 a equipe terminou na segunda colocação e nesse período, foram campeões sendo piloto da equipe, o britânico Nigel Mansell em 92, o francês Alain Prost em 1994, o britânico Damon Hill em 1996 e o canadense Jacques Villeneuve em 1997, ou seja, será mesmo que nosso Senna hoje no seria um super campeão como é o ex. piloto alemão Michael Schumacher, sete vezes campeão da categoria.

Os rivais históricos

Senna travou duelos históricos contra o Nelson Piquet e o britânico Nigel Mansel nos primeiros anos de Fórmula 1 quando ainda era piloto da Lotus, e contra o francês Alain Prost nos anos de Maclaren.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!