Labels

terça-feira, 27 de maio de 2014

Com o Brasil na concentração

Desde o dia de ontem, a Seleção esta concentrada na Granja Comary em Teresópolis (Rio de Janeiro) na fase de preparação para Copa do Mundo a partir de 12 de Junho. 

Se 22 jogadores se apresentaram ontem ao lado da comissão técnica, o lateral esquerdo Marcelo se apresentou hoje pela manhã, Marcelo retardou a apresentação por conta das comemorações do Real Madrid. Com um gol de Marcelo, os merengues venceram o Atlético de Madrid no último sábado, em Lisboa, por 4 a 1, e conquistaram a Liga dos Campeões.

Na manhã desta terça-feira, os jogadores finalizaram os exames médicos de rotina, e alguns fizeram exercícios na academia. 
 
goleiros no treino da Seleção (Foto: Marcelo Baltar) 
Goleiros fizeram atividade no campo nesta terça-feira (Foto: Marcelo Baltar)

Além dos exames e exercícios, os três goleiros convocados por Felipão, Julio César, Victor e Jefferson, foram os primeiros a trabalhar com bola no gramado do centro de treinamento da CBF.

A nota triste desta terça-feira foi a ausência do técnico Luiz Felipe Scolari, ele deixou a Granja Comary após ser informado da morte de uma pessoa querida. O treinador da seleção brasileira viajou a Porto Alegre para acompanhar um enterro do cunhado e volta ainda hoje.

A animação do coordenador Parreira


Parreira na coletiva (Foto: Globo Esporte.com)

Já estamos com a mão na taça. A afirmação foi feita sem pudores por Carlos Alberto Parreira, coordenador técnico da seleção brasileira, no dia de ontem. O tom de otimismo usado desde a conquista da Copa das Confederações, no ano passado, foi ainda mais elevado na primeira entrevista coletiva.

Experiente na competição, já que foi campeão em 1970, como preparador físico, e 1994, como técnico, além de ter disputado inclusive por outras seleções, Parreira disse que o mais importante é ganhar o título fora de campo. E que isso o Brasil já conseguiu em 2014.

- O que aprendi em seis ou sete Copas? Que ganhar fora do campo é o mais importante, e não é fácil. Envolve parte operacional, logística, planejamento, relacionamento com torcedores, imprensa, ambiente de trabalho. E isso nós já conseguimos, portanto já estamos com uma mão na taça.

Assumir o favoritismo escancaradamente também faz parte da estratégia de inflamar o povo em torno da seleção brasileira. Na opinião de Parreira, não há motivos para duvidar do Hexa, veja matéria completa AQUI

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!