Labels

terça-feira, 13 de maio de 2014

Especial Copa "Paixão de um Povo"

 
As mascotes estão em qualquer evento de grande porte, a Copa do Mundo não poderia ser diferente, porém, só na Copa do Mundo de 1966 na Inglaterra, que as mascotes começaram a serem usadas no Mundial.
 
Você sabe a origem da palavra mascote? Na década de 1860 a palavra provençal "masco" foi utilizada para o que é definido hoje como mascote.
 
As mascotes se tornaram no século XX um poderoso instrumento para impulsionar as vendas de produtos relativas aos eventos e para caracterizá-los.


Lista das mascotes de todas as Copas do Mundo (1966 a 2010)


Mascote da Copa de 1966 na Inglaterra – Willie, um leão
 
A primeira mascote de Copa do Mundo foi o leão Willie. Curiosamente os alemães adotaram este ano um leão, o Goleo VI. Willie apareceu inclusive no pôster oficial da Copa do Mundo da Inglaterra com sua camisa com a bandeira do Reino Unido, a Union Jack. Willie é considerado a mascote mais famosa de todas as Copas do Mundo.


Mascote da Copa de 1970 no México – Juanito, um menino

Os anos 1970 foram marcados pela humanização das mascotes nas Copas do Mundo. No México em 1970 a mascote escolhida foi Juanito, um menino com características caucasianas com um sombreiro e uma bola.


Mascotes da Copa de 1974 na Alemanha Ocidental - Tip e Tap, dois jovens

Em 1974 as mascotes foram a dupla Tip e Tap, dois meninos com o uniforme da seleção da Alemanha Ocidental. Um tinha as inicias de Copa do Mundo em alemão (WM - Weltmeisterschaft) numa camisa e o outro o ano da Copa (74).

Mascote da Copa de 1978 na Argentina – Gauchito, um garoto

Em 1978, Gauchito foi o escolhido para a Copa da Argentina. Novamente um menino com a camisa da seleção local e características regionais.


Mascote da Copa de 1982 na Espanha – Naranjito, uma laranja

Em 1982, Naranjito foi a primeira fruta como mascote em Copas do Mundo. A laranja com a camisa da seleção espanhola fez muito sucesso por ser simples. Além de estar estampada em vários produtos da Copa a laranjinha da Copa protagonizou uma série de desenhos animados na televisão espanhola. No revival dos anos 1980 Naranjito aparece com um dos símbolos dos anos 80.


Mascote da Copa de 1986 no México – Pique, uma pimenta

O estranho Pique foi a mascote escolhida para a Copa do México de 1986. Pique era uma pimenta com bigode vestida com as cores da seleção local e um típico sombreiro mexicano.


Mascote da Copa de 1990 na Itália – Ciao, um boneco

Em 1990 tentaram criar uma mascote diferente para a Copa da Itália. Ciao talvez seja a mascote mais bizarra de todas as Copas do Mundo. Ciao é um boneco tricolor simulando um jogador de futebol. Além das bandeiras da Itália por todo o seu corpo, Ciao tinha uma bola de futebol na cabeça. Apesar disso, Ciao fez muito sucesso na época também.

Mascote da Copa de 1994 nos Estados Unidos – Striker, um cão

O cão Striker foi escolhido como mascote para a Copa de 1994 dos Estados Unidos. Striker vestia-se com as cores da bandeira dos EUA.

Mascote da Copa de 1998 na França – Footix, um galo

O galo é o símbolo do país e Footix era um Galo azul, cor da camisa da seleção francesa.


Mascotes da Copa de 2002 na Coreia do Sul e Japão - Ato, Kaz e Nik, criaturas futurísticas

Seguindo uma tendência de ter mais de uma mascote por evento dos anos 1990, a Copa da Coréia teve os estranhos Ato, Nik e Kaz. Seria natural que a primeira Copa do Mundo em dois países diferentes tivesse mesmo dois mascotes.



Mascote da Copa de 2006 - Goleo VI e Pille, um leão e uma bola falante

A mascote da Copa de 2006 é o leão Goleo VI. Um leão de 2 metros e 30 centímetros de altura e 18 anos. Goleo veste a camisa 06 da Alemanha em referência ao ano da Copa e tem a companhia de Pille, uma bola falante. Ao contrário dos outras mascotes Goleo VI não é um desenho.
 
 
 
Mascote da Copa de 2010 - Zakumi, um leopardo
 
A África do Sul escolheu um dos animais de sua rica fauna para ser a Mascote da Copa 2010. O leopardo Zakumi se apresentou com corpo amarelo e cabelo verde, na época, o criador Andries Odendaal disse que tratava de um “disfarce” para que o felino pudesse se esconder no gramado. As cores também fizeram menção ao uniforme da seleção dona da casa.
 
Vamos deixar para falar sobre "Fuleco", a mascote da Copa aqui no Brasil, numa publicação especial referente ao Mundial, aguardem e curtam na próxima publicação do Especial Copa "Paixão de um Povo", o que aconteceu na Copa do Mundo de 1934 na Itália.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!