Labels

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Especial Copa "Paixão de um Povo"


Houve muitos protestos contra a realização da Copa do Mundo na Argentina em 1978 devido ao regime militar que assumiu o comando do país dois anos antes, porém, a FIFA manteve a Argentina como organizadora da Copa do Mundo 1978 alegando que esporte e política não se misturavam. 

Entretanto, o regime militar argentino realmente usou o futebol como instrumento político. Escândalos não faltaram nessa Copa, com denuncias de suborno e pressões. Parecia que a Argentina não poderia perder a conquista de sua primeira Copa do Mundo em casa, e realmente não perdeu, veja:
 
Os campeões

Seleções participantes: 16

Alemanha Ocidental | Argentina | Áustria | Brasil | Escócia
Espanha | França | Holanda | Hungria | Irã | Itália | México
Peru | Polônia | Tunísia | Suécia

Seleções estreantes: 2 Seleções estrearam neste edição (13%) - Irã representando a Ásia e Tunísia representando a África.

Curiosidades



Eliminatórias: 106 seleções
Classificados automaticamente: Alemanha Ocidental (último campeão) e Argentina (país sede)
Sede: Argentina
Campeão: Argentina - 1º título
Jogos: 38
Gols: 102
Média de gols: 2,68
Público: 1.610.215
Média de público: 42.374
Artilheiro: Mario Kempes (Argentina) - 6 gols

O Brasil na Copa: 3º Lugar
7 jogos | 4 vitórias e 3 empates | 10 gols a favor e 3 gols sofridos | saldo de gols +7
 
Delegação Brasileira

Delegação Brasileira: Leão, Toninho, Oscar, Amaral, Toninho Cerezzo, Edinho, Zé Sergio, Zico, Reinaldo, Rivelino, Dirceu, Carlos, Nelinho, Abel, Polozzi, Rodrigues Neto, Batista, Gil, Jorge Mendonça, Roberto Dinamite, Chicão, Waldir Peres, Técnico Cláudio Pêcego de Morais Coutinho.

O Brasil teve uma participação irregular na Copa do Mundo de 1978, sem um time definido, apesar de contar com grandes craques como Zico, Rivelino e Reinaldo. O Brasil começou a campanha com 2 empates: 1x1 contra a Suécia e 0x0 contra Espanha. Os brasileiros conseguiram a classificação para a segunda fase vencendo a Áustria por 1x0, gol de Roberto Dinamite. 

Na segunda fase o Brasil começou bem com vitória de 3x0 sobre o Peru. No jogo seguinte ocorreu o empate com a Argentina. Esse empate foi fatal, pois apesar de vencer a Polônia por 3x1, no jogo seguinte a Argentina conseguiu a primeira colocação no grupo com uma goleada questionável de 6x0 sobre o Peru na qual foram levantadas fortes suspeitas de pressões e suborno para que os peruanos entregarem o jogo. Na decisão de terceiro lugar o Brasil derrotou a Itália por 2x1, com 2 belos gols de Nelinho e Dirceu. O Brasil terminou a Copa do Mundo de 1978 invicto.

Outras curiosidades

A Copa da Argentina no entanto foi semelhante a de 66, a seleção anfitriã foi campeã com suspeitas de favorecimento ilícito. A Argentina era forte nos torneios americanos e seus clubes eram campeões, mas ainda não tinha vencido uma Copa do Mundo. 

Na semifinal Brasil e Argentina estavam no mesmo grupo. Os argentinos foram favorecidos na última rodada. Jogaram depois dos brasileiros sabendo o resultado. Teriam que fazer quatro gols de diferença no Peru para chegar as finais, fizeram seis gols . A torcida peruana, indignada com o comportamento de sua seleção, que até então tinha feito uma boa campanha, tentou agredir os seus jogadores no aeroporto de Lima.

O técnico Cláudio Coutinho apareceu com um consolo de "campeão moral" para a equipe. Apesar de o Brasil não ter perdido nenhum jogo na Copa ficou apenas com o terceiro lugar. A Argentina foi campeã vencendo a Holanda na final. Pela segunda vez consecutivo o Carrossel Holandês não venceu a disputa final.

Na próxima publicação do Especial, vamos ficar por dentro das Seleções Campeãs que caíram na 1ª Fase da competição na edição posterior ao título. Curta muito mais da Copa de 78 AQUI

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!