Labels

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Informações sobre a Operação 13 de Maio


O montante de dinheiro desviado pelas prefeituras investigadas pela  “Operação 13 de Maio”, realizada na terça-feira, 13 de maio, foi de pelo menos R$ 70 milhões, segundo afirmou o delegado José Nogueira, da Polícia Federal, responsável pelas investigações. Inicialmente, a expectativa era de que os valores desviados girassem em torno de R$ 30 milhões.

Cerca de 400 agentes federais, 45 servidores da CGU e 45 da Receita Federal, participaram da operação, com  29 mandados de prisão, sendo 21 na região de Feira de Santana e 15 na região de Fátima, decretados pela Justiça Federal, e 83 mandados de busca e apreensões.

O ex-prefeito de Fátima, Oswaldo Ribeiro do Nascimento, o filho dele e ex-secretário municipal de finanças, José Roberto Oliveira Nascimento, o secretário de Educação, Cidney Andrade, a mulher dele e diretora de escola, Maria Iva Rodrigues de Carvalho, José Wilson Batista Reis, Erivaldo Costa de Santana e José Ducival Nascimento, todos de Fátima, foram presos e levados para o Posto da Polícia Federal de Feira de Santana. O motorista da prefeitura de Santa Brígida, e a secretária de Ação Social da cidade de Banzaê, Fabiana da Silva Gama, também foram presos. O ex-vereador e Presidente da Câmara de Banzaê, Edson Brito, foi preso em Brasília, segundo informações, é de que cheques de empresas envolvidas nas supostas fraudes foram depositados em contas bancárias sendo o mesmo titular. O prefeito de Sítio do Quinto, Cleigivaldo Carvalho Santa Rosa, e o atual prefeito de Fátima, José Idelfonso, estão sendo  considerados foragidos. 

A casa de Walter Rosário, ex-prefeito de Heliópolis, foi literalmente virada da cabeça para baixo e os policiais federais apreenderam diversas pastas com documentação. Uma camionete cabine dupla e mais dois automóveis foram apreendidos na casa de Waltinho, além de computadores, notebooks.

Na tarde de terça-feira, 13 de maio, aproveitando a presença dos agentes federais que no momento se encontravam no município de Quijingue por conta da “Operação 13 de maio”, o vereador José Celestino (SDD), o popular Zé do Pife, entregou ao delegado da Polícia Federal que acompanhava a operação, cópia de uma denúncia que acusa o prefeito Almiro Filho (PT) de cometer irregularidades na aplicação de recursos públicos, entre os quais, recursos destinados ao FUNDEB. Zé ainda conversou, reservadamente com o agente. A denúncia apresentada ao delegado é a mesma que motivou a criação da Comissão Processante pela Câmara Municipal.

O montante de dinheiro desviado pelas prefeituras investigadas pela  “Operação 13 de Maio” foi de pelo menos R$ 70 milhões, segundo o delegado José Nogueira, da Polícia Federal (PF),  sendo que só em Fátima  o valor desviados  pode chegar a R$ 20 milhões. "Ficamos impressionados em relação ao número de empresas de fachada em Fátima. O que sabemos é que aquela organização que atuava em Fátima teve o poder de atuar em outros municípios e se interagir com essas organizações".

Inicialmente, a expectativa era de que os valores desviados girassem em torno de R$ 30 milhões. Cerca de 400 agentes federais, 45 servidores da CGU e 45 da Receita Federal, participam da operação, com 29 mandados de prisão, sendo 21 na região de Feira de Santana e 15 na região de Fátima, decretados pela Justiça Federal, e 83 mandados de busca e apreensões.

Sete pessoas foram afastadas de suas atividades e cargos públicos. Os desvios foram identificados nas cidades de Fátima, Heliópolis, Ipecaetá, Aramari, Banzaê, Ribeira do Pombal, Sítio do Quinto, Água Fria, Novo Triunfo, Itiruçu, Ourolândia, Santa Brígida, Paripiranga, Itanagra, Quijingue, Sátiro Dias, Coração de Maria, Cícero Dantas, Lamarão e São Francisco do Conde. Do Bahia Noticias de Salvador e Acorda Cidade de Feira de Santana, Blog do Professor Landisvalth e Site Folha da Vila.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!