Labels

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Dilma Rousseff toma posse para segundo como presidente.

A presidente Dilma ao lado do vice-presidente Michel Temer, no Parlatório do Palácio do Planalto - André / O Globo
A presidente Dilma ao lado do vice-presidente Michel Temer, no Parlatório do Palácio do Planalto - André / O Glob
Reeleita em outubro, a presidente Dilma Rousseff tomou posse na tarde desta quinta-feira e deu início ao seu segundo mandato à frente da Presidência da República. Em seu discurso na solenidade no Congresso Nacional, Dilma disse que vai governar com o povo brasileiro e falou sobre o combate à corrupção como um dos pontos importantes de seu governo. Ela declarou que as irregularidades na Petrobras serão apuradas “com rigor” e os culpados serão punidos “exemplarmente”.
 
Democratizar o poder significa combater energicamente a corrupção, que ofende e humilha os trabalhadores, empresários e brasileiros honestos e de bem. A corrupção deve ser extirpada. O Brasil inteiro sabe que jamais compactuei com qualquer ilícito ou malfeito. Os governos e a Justiça estarão cumprindo os papéis deles se punirem corretamente os corruptos e corruptores — afirmou a presidente.
A presidente passou uma mensagem às mulheres, afirmando que “encarna” o nome de milhões de mulheres ao assumir novamente a Presidência da República e, em seguida, citou que representa também “o mais duradouro” projeto de Nação da história democrática do Brasil.

Volto a esta Casa com a alma cheia de alegria, responsabilidade e esperança. Sinto alegria por ter vencido os desafios de honrar o nome da mulher brasileira, o nome de milhões de mulheres guerreiras, anônimas, que voltam a ocupar, encarnada na minha figura, o mais alto posto desta grande Nação. Encarno também outra alma coletiva, que amplia ainda mais minha responsabilidade e minha esperança, um projeto de Nação que é detentor do mais profundo e duradouro apoio da nossa história popular democrática. Esse projeto de Nação triunfou devido aos resultados que alcançou até agora e porque o povo entendeu que é um projeto coletivo de longo prazo. É com o povo brasileiro que vamos governar — disse.
Logo no início do discurso, Dilma citou o ex-presidente Lula, afirmando que dará continuidade ao trabalho de redução das desigualdades iniciado por ele. Em sua fala, a presidente também lançou o lema de seu segundo mandato: "Brasil, pátria educadora".
Trajando um modelito de blusa e saia de renda na cor nude, Dilma chegou à rampa do Congresso pouco depois das 15h acompanhada do vice-presidente Michel Temer, onde foi recebida pelos presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Alves (PMDB-RN).

Os ministros no segundo mandato da presidente Dilma compareceram ao Congresso para a cerimônia de posse e falaram sobre os desafios do governo e de suas áreas. Chefes de Estado e representantes de outros países também estiveram presentes em Brasília. Em entrevista, o presidente do Uruguai, José Mujica, defendeu liderança do Brasil na região. Fonte: O Globo


0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!