Labels

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Curso de Medicina em Ribeira do Pombal por Josivan Ribeiro



A Universidade Federal do Nordeste Baiano, parece que ficou no zona do esquecimento. Ela, que há alguns meses atrás (para ser mais preciso, até o mês de fevereiro), era o centro das machetes nos sites e blogs da região, era a preferida das prefeitura. Tanto que havia uma disputa para saber quais cidades do Regional Nordeste II teria um campus dela.

Depois do curso de medicina outra coisa esta tirando a UFNB (que por sinal é o mesmo consórcio - CONSISAL), veio a vez das policlínicas regionais tomar os lugares de destaques de desejos das prefeituras - mesmo sem obter tanto sucesso nas reuniões que já foram convocados os 15 municípios participantes. Motivos da ausência dos prefeitos? Os verdadeiros, só os membros do CONSISAL pode saber. Mas para nós cabe apenas deduzir.

"Aprovado curso de Medicina em Ribeira do Pombal!":  Essa é uma das notícias mais comemoradas em Ribeira do Pombal desde o momento que foi anunciado em uma página de um usuário do Facebook (Jorge Solla), compartilhado por Marcos Lima.

O que se percebe, pelo teor da notícia, é que o Curso de Medicina já está pronto para receber alunos. E quem já passou pela necessidade de cursar em uma faculdade que inicia um curso pela primeira vez (mesma que a faculdade já esteja devidamente regularizada de acordo com o MEC), sabe que não se trata de algo simples. A primeira turma deve esperar um bom tempo para ter seu diploma reconhecido pelo Ministério da Educação, e esse processo inicia depois que o curso já está com mais de 50% de ministração do curso. Isso quando a instituição está toda regularizada: o credenciamento e reconhecimento, local fixo e estruturado com laboratório, sala de aula e administrativa.

Em toda a Bahia, de acordo com informação do MEC, apenas duas instituições privadas oferecem o curso de medicina com pleno reconhecimento do Ministério: a FTC (Faculdade de Tecnologia Ciências de Salvador) e a EBMSP (Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública), também na capital, e mais duas no extremo sul: FAS (Faculdade de Ciências Agrárias e da Saúde) em Lauro de Freitas, oferecida pela UNIME e outra na FASA (Faculdade de Saúde Santo Agostinho) em Vitória da Conquista. Essas duas ainda estão em fase de reconhecimento, embora estejam abertas as vagas para o segundo semestre desse ano.

Em Paulo Afonso abriu um curso também pela UNIVASF (Universidade Federal do Vale do São Francisco) com sede em Juazeiro, que segundo informações, corre risco de fechar e voltar para a sede pois falta estrutura. Ainda de acordo com essas informações a faculdade funciona em dois galpões em espaço cedido pela CHESF, onde um funciona a sala de aula e o outro para a parte administrativa. Os alunos se matriculam em um curso de medicina e esperam um espaço a nível tal, e quando chegam se deparam à uma grande placa, e logo a diante o galpão. Desses alunos cerca de 80%, ou mais,  não residem em Paulo Afonso.

Mas também é preciso ver como está o andamento, se tem a estrutura adequada, tanto física, como pedagógica. Já sabemos como está a situação da saúde em nosso Estado, e em nossa cidade não está sendo diferente.

Na informação buscada no MEC, ainda não há informações das cidades de Euclides da Cunha (que já está a mais passos adiante de Ribeira do Pombal) e nem de Ribeira do Pombal, mas justamente porque ainda está em fase de credenciamento. Até chegar a autorização para "construção" do espaço físico, tem mais passos a serem dados. É bom entender que "autorizar" é diferente de "reconhecer. Também a Dom Luiz já atua na cidade através da Dom Pedro em Salvador, e para se situar melhor, é só analisar por que ela, que oferecendo curso de Enfermagem, ainda não se prontificou a oferecer também o de Medicina? Enquanto ficamos só nesse lenga-lenga, a verdade é que a Faculdade Ages já conseguiu o curso de medicina, para Jacobina. Sabemos que a situação do HRST não está nada bom. Como a faculdade não terá um laboratório próprio, terá que fazer suas aulas práticas no HRST, e como fica essa questão? E esse curso "aprovado" para Ribeira do Pombal, já tem uma instituição que irá oficializar o credenciamento do MEC e levar o curso adiante?

Torço muito para que o melhor aconteça ao município de Ribeira do Pombal, e torço ainda mais para que isso não seja só mais um jogo político e que se concretize. Mas o bom é manter os pés no chão para que o pior não venha a acontecer. Lutar (juntos) independentes de ideais políticos partidários para ele se concretize e aumente o desenvolvimento da cidade, pois esse curso poderá trazer benefícios. Lutar juntos, mas querer que cada coisa coisa aconteça no seu tempo. Será que estamos preparados para tanta coisa em tão pouco tempo? Depois da vinda do Governador Rui Costa à Ribeira do Pombal tentam racionalizar quantas coisas a mais que foi anunciadas para o município ainda para este semestre. Artigo do parceiro Josivan Ribeiro do Blog Monte Nius

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!