Labels

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Depois de quase 6 horas de negociação, índios Kiriris desbloqueiam BA 388

Numa reunião que durou quase 6 horas, nesta quarta-feira, 01, os indígenas da etnia Kiriris enfim, selaram um acordo e resolveram desobstruir a rodovia, que desde o último sábado,27/06, se encontrava bloqueada. 

O encontro se deu na localidade da aldeia Cajazeira, e contou com diversas lideranças como, os caciques Manoel e Lázaro, vice cacique Bernardino, os conselheiros José Panta Leão das aldeias Lagoa Grande, Segredo e Alto da Boa Vista, Jailson representando Araçás,Canta-Galo,Pitomba, Célio de Jesus da Mirandela,Gado Velhaco e Pau-Ferro.

Estiveram presentes a este evento, também, a prefeita Patrícia Almeida de Banzaê, Capitão Pena da Casa Militar e coordenador de mediação de conflitos, Glauco Chalegre da Secretaria de Justiça,Direitos Humanos e Desenvilvimento Social,Iclênia Campos da Silva coordenadora de Políticas Públicas para os povos indígenas, Domingos   Sávio Borges coordenador Regional da FUNAI ( Fundação Nacional do Indio),Jerry Matalawê coordenador da SESAI ( Secretaria estadual de Saúde indígena), Presidente da Câmara de Banzaê Adriano de Souza.



Depois de realizadas todas as reivindicações, por parte das comunidades Kiriris, foram feitos alguns compromissos entre os índios e os governos municipal, através da gestora Patrícia Almeida, em relação as obras de beneficiamento de todas as aldeias, e a questão do transporte de universitários, a intenção de recuperação da igreja de Miradela, bem como ser tombada como patrimônio histórico pelo o IPAC ( Instituto  do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia). Outro compromisso firmado, foi a questão da estrada, que através do secretário Glauco, anunciou-se a construção para os próximos meses, pois, mesmo já autorizada pelo governador Rui Costa, vai ser licitada em breve. Fonte e Fotos: Gazeta do Mell 

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!