Labels

segunda-feira, 21 de março de 2016

Eleições 2016 em Banzaê: O dilema dos nomes

Estamos em mais um ano de campanhas eleitorais municipais, e momento no qual nos encontramos surgem muitas especulações sobre os possíveis nomes das pré-candidaturas tanto na oposição, quanto na situação.



Entre esses nomes sempre têm os mais citados pelo eleitorado banzaeense. De um lado temos o nome à reeleição, que seria o da atual prefeita Patrícia Nascimento. Porém, há uma questão a ser analisada, visto que em 2014 teve suas contas rejeitadas pelo TCM. Caso ela tenha a reprovação em suas contas, surgem para ela outras saídas: 1) o próximo nome seria do seu marido Luciano, sendo que para isso ela precisaria renunciar por conta do vínculo familiar; 2) o nome de seu cunhado Marcão é um dos mais contados, porém há essa mesma situação do parentesco, configurando, assim, um parentesco de 2º grau por afinidade; 3) Entre todos esses o nome mais esperado mesmo acredita-se ser o da ex-prefeita Jailma Dantas (atual secretária da Casa Civil do Governo do Estado), que é concunhada da atual prefeita Patrícia, estando ao nível de parentesco de 4º grau por afinidade, nesse caso ela teria mais chance. Entretanto, há outra questão a ser resolvida até a primeira semana de abril: ela deverá ser exonerada do cargo de Secretária de Rui Costa para lançar seu nome à concorrência mais uma vez.

Mas segundo o Vereador Adriano Souza (presidente da Câmara, que segundo rumores, almeja uma vaga no executivo - sendo vice ou "cabeça"), esse não seria um bom nome, levando em conta que a mesma nunca conseguiu nada para Banzaê, a não ser uns poucos empregos para parentes e nada mais do que 10 carros de lanche. E caso o nome de Jailma seja aceito, como fica Adriano nessa situação? Continua situação, ou vai para a oposição? Pois, o que se diz é que nome da atual Vice-Prefeita Vera, é o mais indicado para continuar onde está, pois a mesma é um carro chefe na angariação de votos.



Já na oposição, existem algumas menções voltadas para membros da Família Brito (Alexandre Brito e Paulo Brito) que tiverem seus domicílios eleitorais transferidos para Banzaê, e para muitos não há dúvidas de que o fim seja uma vaga no lançamento de seus nomes para essa disputa. Nesse caso o nome do ex-presidente da Câmara Edson Brito estaria em pauta também, porém ele encontra-se na situação que a prefeita Patrícia, onde teve suas contas rejeitadas em 2012 também pelo TCM. Diante disso surgem outros nomes: 1) Têca (ex-vereador e ex-vice prefeito). Tem aceitação de um certo número de eleitores e pessoas no grupo da Oposição; 2) depois de uma visita dos Britos à casa de Zé Peixinho, isso mexeu um pouco com os "nervos" dos eleitores, tanto da Situação, quanto da Oposição que logo tentaram reagir. Foi aí que surgiu o comentário da possibilidade da vinda de Jailma para Banzaê, caso ele aderisse ao grupo. Mas ele esclareceu em uma sessão na Câmara que ali tratava apenas de uma visita de amigo, "pois - disse ele -, não deixaria seus amigos por causa de política nunca."; 3) outros nomes também na Oposição seria de Nonato (Servidor do Ministério Público Estadual que atua em Ribeira do Pombal) que atua em Banzaê desde 1995 (ficando alguns anos por fora quando foi Servidor nas cidades de Euclides da Cunha, Canudos e Monte Santo); Também outros nomes são mencionados: Valdemir Santos (Delegado dos Direitos Humanos na Região Nordeste), Jorge Alves (Atual delegado dos DHs em Banzaê, professora Claudene, professora Cássia Matos, Deosmar Miranda, Rico Calazans.



O bom é todos ficarem atentos à primeira semana de abril se haverá pedidos de filiação, desincompatibilização e outras situações que são exigidas pela Justiça Eleitoral. Artigo do parceiro Josivan Ribeiro do Blog Monte Nius 

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!