Labels

domingo, 10 de julho de 2016

Portugal supera perda de CR7 e leva Euro diante dos franceses graças a Éder


"Portugal Allez". Do grito mais cantado pela torcida, a alegria, o desabafo e o resumo de uma campanha com a cara do país, sofrida desde o início, mas com um final feliz. Mesmo sem Cristiano Ronaldo, fora de combate por lesão ainda no primeiro tempo, os lusos se desdobraram na resistência à invasão francesa na final da Euro no Stade de France, venceram graças a um gol de Éder, aos quatro minutos do segundo tempo da prorrogação, e conquistaram o primeiro título na história do país. A redenção 12 anos depois da derrota para a Grécia na final em casa teve um sabor especial: foi no território para onde seus migrantes mais vão nas últimas décadas. Numa casa quase portuguesa, uma festa, com certeza.

Éder saiu do campo no segundo tempo do tempo normal para fazer o gol da vitória na prorrogação

Agora é 2018

As duas seleções voltam a campo no dia 6 de setembro, pela primeira rodada das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. A França sai de casa para enfrentar a Biellorrússia, pelo Grupo A, com Bulgária, Luxemburgo, Suécia e Holanda na mesma chave. Portugal também viaja, para jogar contra a Suíça. Os lusos ainda têm Andorra, Letônia, Ilhas Faroe e um reencontro com a Hungria pela frente, com quem empatou por 3 a 3 na Euro.



A estrela

Mesmo fora da final ainda no primeiro tempo, a estrela da Seleção nas últimas duas décadas, Cristiano Ronaldo, terminou a competição como maior artilheiro da história da Euro com 9 gols, ao lado do francês Michel Platini, neste edição, CR07 marcou 3 vezes. Informações e fotos: Globo Esporte.com 

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!