Labels

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Na BA, PT é partido que mais perde prefeitos e DEM o que mais ganha


A eleição deste ano reconfigura a presença dos partidos nas prefeituras municipais da Bahia. O Democratas (DEM), que tinha nove chefes do executivo entre as 417 cidades baianas, terá 34 representantes a partir de 2017. O avanço é de 277%.
O Partido dos Trabalhadores (PT), que mais elegeu prefeitos em 2012, com 93 representantes, foi a legenda que mais perdeu lideranças nas prefeituras. A partir do próximo ano, terá  39 gestores nos municípios. A queda foi de 58%.
Além do DEM, também avançaram nas eleições deste ano as seguintes legendas: PSL (de 2 para 15 prefeitos), PSD (de 70 para 82), PSDB (de 9 para 19), PTB (de 5 para 11), PRB (de 3 para 9), PP (de 52 para 57), PMDB (de 44 para 47), PPS (de 3 para 6), PR (de 17 para 19) e PTN (de 6 para 7).
Além do PT, também recuaram no número de prefeitos os seguintes partidos: PDT (de 43 para 18), PSB (de 28 para 21), PV ( de 6 para 2), PRP (de 4 para 2), PC do B (de 13 para 12), PMN (de 1 para 0) e PRTB (de 1 para 0).
Três partidos mantiveram a mesma quantidade de prefeitos eleitos, em relação ao pleito de 2012. São eles: PSC (6), PT do B (1) e PTC (1).
Partidos que estrearam nas eleições municipais também elegeram prefeitos. A Rede Sustentabilidade, registrada em 2015, obteve vitória em três cidades. O Partido Solidariedade, criado em 2013, também elegeu três nomes.
Em Vitória da Conquista, a disputa foi para o segundo turno com Herzem Gusmão (PMDB) e Zé Raimundo (PT). 
Em 2012, os cinco partidos com o maior número de prefeitos eleitos foram PT (93), PSD (70), PP (52), PMDB (44) e PDT (43). Com a votação do domingo (2), o cenário se reconfigura e os cinco partidos com maior número de prefeitos passam a ser PSD (82), PP (57), PMDB (47), PT (39) e DEM (34). Fonte: G1 Bahia

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!