Labels

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Decisão da Copa do Brasil: Grêmio joga melhor que o Atlético-MG e leva boa vantagem para o Sul


Não há nenhuma dúvida. Se perguntarem quem foi o personagem do primeiro jogo da final da Copa do Brasil 2016, a resposta é imediata: Pedro Rocha. O atacante do Grêmio fez os dois primeiros gols do time gaúcho. O primeiro deles passando com perfeição por Gabriel antes de finalizar, e o segundo driblando três adversários em jogada individual antes de chutar no canto de Victor. As emoções na noite do jovem atacante não pararam por aí. No segundo gol, ele tirou a camisa na comemoração e recebeu o amarelo. Minutos depois, cometeu falta dura em Carlos César e foi expulso pelo segundo cartão. No túnel, ele chorou. No campo, com um a menos, o Grêmio sofreu o gol, mas soube matar o jogo no contra-ataque. Sem dúvida, no cômputo geral, Pedro Rocha foi muito mais herói do que vilão no Mineirão.

EM BANZAÊ TEM!

No Mineirão, na primeira metade da decisão, a estratégia do Grêmio deu certo e anulou a do Galo. Durante a maior parte do jogo, o Tricolor mandou no meio-campo e soube aproveitar a posse de bola para marcar os dois primeiros gols. Pedro Rocha foi expulso, e o Atlético, com um a mais, partiu pra cima e conseguiu reduzir o placar. Na pressão pelo empate, abriu espaço para o contra-ataque gremista, que foi mortal e fechou o placar: 3 a 1. Excelente vantagem para o segundo jogo.

O Grêmio agora vai jogar por qualquer empate em casa e poderá perder até por um gol de diferença para ser pentacampeão da competição, para conquistar o bicampeonato, o Galo vai ter que vencer por três gols de diferença, se vencer por dois gols, a decisão vai para os pênaltis. Fonte e Foto: Globo Esporte.com

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!