Labels

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Municípios vão receber ajuda de 2 bilhões de reais


Cerca de 3 mil prefeitos brasileiros realizarão marcha na tarde de quarta-feira (22) um ato em Brasília, em frente ao Congresso Nacional, em protesto a crise financeira. De acordo com a União dos Municípios do Estado da Bahia (UPB), as prefeituras estão sem poder pagar décimo terceiro salário, honrar a folha de pagamento, assumir compromisso com fornecedores e realizar investimentos nos municípios.

“Trata-se da maior marcha que o movimento municipalista já realizou. Os prefeitos exigem respeito e que, realmente, a União olhe para os municípios da Bahia e do Brasil”, afirma Eures Ribeiro, prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da UPB. Com 401 representantes, a Bahia possui grande representatividade no movimento. 
“Eu acredito que os deputados federais, senadores e, principalmente, o presidente da republica precisam ter piedade desses prefeitos que sofrem lá na ponta”, declarou o prefeito de Euclides da Cunha, Luciano Pinheiro. O gestor de Ribeira do Pombal, Ricardo Maia, concorda. "Estou há cinco anos como prefeito e esse foi o movimento mais forte que eu já vi, em concentração de prefeitos, e com uma finalidade. Agora temos que nos unir de forma constante até que o objetivo de tentar salvar os municípios seja alcançado”, disse. 

O presidente Michel Temer determinou na quarta-feira, 22 de novembro 2017, que até dezembro seja repassado auxílio financeiro de R$ 2 bilhões aos Municípios brasileiros sob a forma do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O movimento queria ajuda de R$ 4 bilhões, com este valor viria R$ 400 milhões para as prefeituras baianas. Com o Presidente Temer liberou R$ 2 bilhões, caberia aos municípios baianos R$ 200 milhões;. Do Bahia Noticias.e UPB

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!