Labels

quarta-feira, 15 de agosto de 2018

AL-BA: 81% dos deputados estaduais concorrem a novo mandato


Em uma eleição na qual a renovação dos quadros políticos se tornou assunto na sociedade brasileira, a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) não deve ser exemplo para esta demanda da população. 

Dos 63 deputados estaduais atuais, 81% deles vão concorrer à reeleição, de acordo com levantamento feito pelo Bahia Notícias. Em números absolutos, isso quer dizer que 51 dos parlamentares da Casa tentarão passar mais quatro anos por lá.

Disputam um novo mandato os seguintes nomes: Aderbal Caldas (PP), Adolfo Menezes (PSD), Alan Castro (PSD), Alan Sanches (DEM), Alex da Piatã (PSD), Alex Lima (PSB), Ângela Sousa (PSD), Angelo Almeida (PSB), Antônio Henrique Jr. (PP), Augusto Castro (PSDB), Bira Coroa (PT), Bobô (PCdoB), Carlos Geilson (PSDB), Carlos Ubaldino (PSD), David Rios (PSDB), Eduardo Salles (PP), Euclides Fernandes (PDT), Fabíola Mansur (PSB), Fabrício Falcão (PCdoB), Fátima Nunes (PT), Hildécio Meireles (PSC), Ivana Bastos (PSD), Jânio Natal (Podemos), José de Arimateia (PRB), Jurandy Oliveira (PRP), Luciano Ribeiro (DEM), Luciano Simões (DEM), Luiz Augusto (PP), Marcelino Galo (PT), Marcell Moraes (PSDB), Maria Del Carmen (PT), Marquinho Viana (PSB), Mirela Macedo (PSD), Nelson Leal (PP), Neusa Cadore (PT), Pablo Barrozo (DEM), Paulo Rangel (PT), Pedro Tavares (DEM), Reinaldo Braga (PR), Roberto Carlos (PDT), Robinho (PP), Rosemberg Pinto (PT), Samuel Júnior (PDT), Sandro Régis (DEM), Sidelvan Nóbrega (PSC), Soldado Prisco (PSC), Targino Machado (DEM), Tom Araújo (DEM), Vitor Bonfim (PR), Zé Raimundo (PT) e Zó (PCdoB). 

EM BUSCA DE NOVOS VOOS

Outros 8 deputados estaduais da atual legislatura não vão concorrer à reeleição. Mas não porque sairão da vida política, e sim por terem decidido tentar uma cadeira na Câmara dos Deputados, em Brasília. São eles: Adolfo Viana (PSDB), Heber Santana (PSC), Joseildo Ramos (PT), Leur Lomanto Jr. (DEM), Manassés (PSD), Marcelo Nilo (PSB), Pastor Sargento Isidório (Avante) e Zé Neto (PT).

O atual presidente da Casa, Angelo Coronel (PSD), também não pretende continuar na AL-BA. Ele vai tentar se tornar senador, concorrendo ao cargo na chapa do governador Rui Costa (PT).

FORA DAS ELEIÇÕES

Já outros três deputados estaduais não tentarão a reeleição e nem concorrerão a cargos eletivos nessas eleições. É o caso, por exemplo, de Luiza Maia (PT), que deixou o Parlamento baiano para se tornar secretária estadual de Desenvolvimento Econômico. Nos planos para o futuro político dela, estão disputar a prefeitura de Camaçari em 2020. Também petista, Gika Lopes sai da AL-BA para cuidar dos próprios negócios, já que é empresário. A expectativa é que, em 2020, ele seja candidato a prefeito de Serrinha. Paulo Câmera (PR) também não postulará outro mandato. O deputado estadual está em tratamento de saúde e preferiu não concorrer. Quem também resolveu ficar de fora da AL-BA foi Fábio Souto (DEM), filho do ex-governador da Bahia, Paulo Souto (DEM).

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por sua visita!